quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

“Pacientes estão em fila de sofrimento e morte”, diz Getúlio Rêgo


O deputado Getúlio Rêgo (DEM) fez críticas, na sessão ordinária desta terça-feira (18), na Assembleia Legislativa, à saúde pública do Rio Grande do Norte. O parlamentar, em seu pronunciamento, falou do sofrimento de muitos pacientes que hoje aguardam em casa por um atendimento que vem se arrastando há meses. Getúlio fez críticas aos serviços dos hospitais Rui Pereira, João Machado e Hospital da Polícia Militar.
“É uma fila de sofrimento e de morte, são mais de 250 pessoas que deveriam estar hospitalizadas mas não estão”, afirmou o deputado se referindo a falta de vagas nas unidades de saúde. “É inaceitável e indigno para as famílias do Rio Grande do Norte”, disse Getúlio Rêgo, relatando uma visita que fez no domingo a uma paciente de 80 anos de idade, sua conterrânea da região Oeste, no setor de retaguarda do Hospital João Machado, que recebe pacientes que não encontram espaço no Pronto Socorro Walfredo Gurgel.
“Um escândalo o que vivem pacientes no Rio Grande do Norte; uma idosa de 80 anos não deveria ser transferida para um hospital sem condições de lhe atender”, criticou o parlamentar, concluindo que a paciente morreu na madrugada da segunda-feira. “Sem ter direito ao atendimento especializado para sua patologia e sem a cirurgia para garantir sua sobrevivência”, declarou o deputado Getúlio Rêgo.
O deputado Getúlio Rêgo foi aparteado pelos deputados José Dias (PSDB), Coronel Azevedo (PSC) e Tomba Farias (PSDB), que o parabenizaram pelo discurso.

Um comentário:

  1. Lamentável realmente. O pior é que isso acontece em todo país. Parabéns pela reportagem. Temos que divulgar. Deus no comando.

    ResponderExcluir