sexta-feira, 3 de abril de 2020

Prestem atenção: Doze crianças com menos de nove anos infectadas com coronavírus no Rio

A cidade do Rio  de Janeiro já possui 12 crianças entre 0 e 9 anos infectadas com coronavírus. De acordo com o painel da Secretaria Municipal de Saúde, a média de idade é de 1,3 anos, o que indica que grande parte são bebês. Delas, seis são meninos e as outras as outras meninas. A Barra da Tijuca concentra o maior número de casos, tendo três confirmados.
Entre os jovens e adolescentes de 10 a 19 anos, oito já foram diagnosticados com a Covid-19. A média de idade deles é de 14,4 anos e são moradores da Barra da Tijuca, Ipanema, Lagoa, Jardim Botânico e Gávea.
Segundo o infectologista e pediatra Marco Safadi, os casos de coronavírus em crianças costumam ser mais brandos. O médico, que atua em hospitais de São Paulo, já atendeu duas crianças infectadas com Covid-19 com menos de um ano. Nos dois pacientes, Safadi conta que foram preciso alguns dias de internação, mas a recuperação evoluiu bem.
Safadi alerta que, como muitas crianças estão em casa, os adultos podem ser os vetores de transmissão, já que alguns ainda trabalham e frequentam lugares com alta exposição, como mercados. Por isso ele recomenda a higienização logo após a chegada em casa.
Ele orienta que os pais devem ficar atentos aos sintomas e procurar auxílio se perceberem o agravamento:
– As crianças e bebês são grupos que têm mais chances de contrair infecções respiratórias. Elas podem também ser alvo de coinfecções, pegando outro vírus da gripe também, que pode agravar algum caso. Se ela estiver com uma febre contínua, se cansar na hora de mamar, por exemplo, pode ser o momento de procurar ajuda – conta Safadi, que também é membro da Sociedade Brasileira de Pediatria.
O GLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário